A FAMÍLIA FUNCIONAL


Surgimos no momento em que o Brasil e o mundo se preocupam mais com saúde e alimentação, afinal, a expectativa de vida aumentou e chegar à melhor idade com qualidade de vida é o que deseja a grande maioria das pessoas. Elas buscam por informações e vivências reais voltadas para um estilo de vida saudável.

Nossa família compartilha experiências reais da rotina alimentar e mostra que comer bem não é chato, não é difícil e que dieta está totalmente fora de moda. Queremos que a sua família tenha novos e saudáveis hábitos, para viver com qualidade de vida por muitos anos!

A ALIMENTAÇÃO FUNCIONAL MUDOU NOSSAS VIDAS

Diane Leal

Sempre fui magra, principalmente depois que me formei como nutricionista. Porém, o índice de gordura do meu corpo era elevado (sim, isso é possível), e por mais que eu fizesse atividade física, me alimentasse super bem (eu achava!) e até mesmo fizesse exames para detectar se havia algum problema hormonal, aquele percentual não ia embora!

Este era um fator que me incomodava muito, mas haviam outros: insônia pelo menos 3 vezes na semana, humor de lua, unhas e cabelos fracos, muita ansiedade, falta de disposição, inclusive para namorar! Eu achava que a culpa de todos estes problemas era da idade, afinal eu estava me aproximando da era dos "enta", os temidos 40 anos estavam chegando..rs..Mas não, eu precisava saber onde estava o problema, aquilo não era normal!

Aprofundei nos estudos, artigos científicos, tratados de fisiologia e descobri que uma alimentação saudável sozinha não conseguiria resolver todos os meus problemas, era necessário algo mais profundo e novas mudanças na rotina alimentar. Mas eu pertencia a uma família, e agora? Não adiantava mudar sozinha. Aproveitando o meu conhecimento e o fato de que eu era a única responsável pelas compras da feira e do supermercado, passei a introduzir AOS POUCOS, as mudanças na rotina alimentar de toda a FAMÍLIA, e hoje, quase dois anos depois, posso afirmar que temos um Estilo de Vida Inteligente!  

Gabriel Leal

A minha alimentação sempre foi vigiada pela mãe, ela sempre cuidou para deixá-la nutritiva e saborosa, sempre pensando no meu desenvolvimento e principalmente vigiando a “memória” das minhas células devido a genética do meu pai. Lógico que ela sempre levou em conta também a fase de criança e agora adolescente, onde nossas preferências acabam escorregando um pouco para o junk food, mas não dura muito tempo... kkk.

Quando eu era mais novo, eu tinha vergonha de comer saudável na frente dos meus amigos, não gostava de levar os lanches que a mãe preparava para a escola, e acabava indo na onda deles, mesmo sabendo que aquele não era o caminho da saúde. Quando a mãe começou a introduzir a alimentação funcional na nossa casa, ela não comentou quais eram as mudanças, mas sempre que terminávamos de fazer alguma das refeições, ela perguntava se eu e o meu pai havíamos gostado, aí era o momento da revelação! 

As mudanças mais significativas que ocorreram comigo, foi uma leve perda de peso, afinal, eu não estava muito acima e quem está em processo de desenvolvimento e está dentro da normalidade, não pode perder peso; passei a ter muito mais disposição para jogar tênis e acreditem, as minhas frequentes dores de cabeça, desapareceram! Sou louco por hambúrguer, batata frita e milk shake, mas sei que isto e outros industrializados não podem fazer parte jamais de uma rotina alimentar, nem de crianças, nem de adolescentes, nem de adultos. Se a alimentação é rica em alimentos saudáveis e funcionais, os dias considerados off não fazem nem cosquinhas. 😉

Renato Leal

Ser descendente de italiano sempre me levou a brigar com a balança, mesmo sendo adepto de esportes como tênis, surf e bike, mas no fundo eu sabia que a alimentação era responsável por 70% da perda de peso.

 

Desde que conheci minha esposa, quando ela estava terminando a faculdade, tentei por conta própria, inúmeras dietas e manobras para perder peso, mas o famoso "efeito sanfona" insistia fazer parte da minha vida, apesar dela insistir durante anos que eu reeducasse a minha alimentação porque dietas nunca iriam solucionar de vez o emagrece e engorda. Um dia o santo de casa fez milagre!

 

Por volta dos meus 48 anos, resolvi passar a adotar a alimentação funcional na minha rotina diária, com o compromisso de participar do projeto idealizado por minha esposa. Foi incrível, a partir daí, só tive lucro na minha saúde, tanto no aspecto físico como emocional. Meu peso parou de oscilar, passei a ter mais disposição, melhorei a qualidade do meu sono e a minha concentração, entre inúmeros outros benefícios que a alimentação funcional associada a prática de esportes e musculação trouxeram para a minha vida. Acompanhe o nosso projeto, faça parte da nossa família!