Temperos Naturais

O que seria da sua vida sem os temperos?

Os temperos dão vida aos alimentos, realçam seus sabores, enfim, os temperos são os segredos irreveláveis dos grandes cozinheiros.
As especiarias tem uma vasta diversidade de sabores, aromas e texturas, tem os sabores mais doces, os mais salgados, até mesmo azedos, amargos e picantes. Com tamanha variedade que temos aqui no Brasil é possível usar pelo menos um condimento em praticamente todas as preparações.
As especiarias além de serem fundamentais na culinária para dar um toque final nas preparações, tem um poder grandioso na nutrição, mas para isso é necessário usá-las com frequência e também na dose certa. Alguns desses temperos é preciso dosar a mão para que ele não tome conta do prato e tire o sabor dos outros ingredientes.
O tempero mais consumido em todas as casas com certeza é o sal, mas a maioria das pessoas o consome em quantidades maiores que a ideal para a saúde. Se você não tem o hábito de usá-los porque não sabe ao certo em qual alimento combinaria o sabor, listei aqui alguns bem fáceis de serem encontrados em supermercados ou até mesmo possível de plantar em sua hortinha, explicando os benefícios de cada um para a sua saúde e em qual preparação ele melhor se encaixa.

Orégano: É antibacteriano, analgésico, antifúngico. Auxilia no tratamento de gripes e resfriados e no tratamento e controle de micoses. Use em molhos, massas, patês e carnes.

Pimentas: São digestivas, pois aumentam a produção de suco gástrico. Além disso, têm propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes. Use para finalizar molhos encorpados, sopas. Deixe sempre um vidro de pimenta em conserva na mesa.

Alecrim: É calmante, auxilia na redução dos gases, ajuda no processo de digestão, é diurética e controla a pressão arterial e o colesterol. Use em peixes, chás, cremes e assados no geral.

Açafrão da terra ou cúrcuma: Super antioxidante e anti-inflamatório. Use em molhos, carne vermelha, frango, peixes, arroz, sopas, legumes e verduras cozidos.

Sálvia: É estimulante do sistema nervoso e expectorante, boa para amenizar sintomas da menopausa. Use em sopas, chás ou em pratos de aves e carnes de porco.

Tomilho: É digestivo, cicatrizante, anticéptico, vermífugo, sendo um ótimo conservante natural. Use em bacalhoadas, peru e porco.

Manjericão: É antisséptico, anti-inflamatório e auxilia no combate de infecções respiratórias e bacterianas, ajuda a melhorar quadros de infecção urinária. Use para finalizar molhos para massas. Na pizza fica fantástica.

Salsinha: Contém vitaminas A, B e C, cálcio, ferro e potássio. É diurética e combate inflamações e infecções. Deve ser consumida crua. É rica em bioflavonóides, que é uma substância anti-cancerígena. Use em todas as preparações salgadas. É um coringa na cozinha.

Coentro: Riquíssimo em nutrientes, ajuda a eliminar os metais pesados no organismo, o consuma cru para potencializar sua ação. Além disso, ele ajuda a controlar a ansiedade e o apetite por possuir propriedades calmantes. Use em saladas, peixes e moquecas.

Louro: É digestivo, expectorante, melhora problemas no fígado e estômago. Quando adicionada ao feijão, ajuda a reduzir a formação de gases. Use em feijões, ervilhas, lentilhas e até no arroz. Apenas uma folha em uma panela é o suficiente.

Páprica picante: Possui altos níveis de vitamina C. Por ser da mesma família da pimenta, é anti-inflamatória, digestiva e estimula a circulação sanguínea. Use em carnes vermelha e frango.

Hortelã: É descongestionante, melhora a azia e a má digestão. Por ser refrescante use em saladas, sucos e chás.

Canela: Anti-inflamatória, antioxidante, antimicrobiana. Ajuda a regular os níveis de glicose no sangue. Use em doces do geral, sucos e café.

Cravo: Melhora quadro de tosses, gases intestinais, inflamações, dores de dente, bronquite, é anti-fúngico e antibacteriano. Use em doces no geral, ou diariamente coloque na boca, e chupe como se fosse uma bala.

Gengibre: Combate as náuseas e a formação de gazes. Combate infecções e doenças cardiovasculares. Use para finalizar o feijão, cremes, saladas e sucos.

Erva doce: Auxilia na digestão e é bom para o hálito. Pode ser usado para temperar saladas e sucos.

Diminua a quantidade de sal e deixe os temperos industrializados de lado, eles são ricos em sódio e substâncias químicas que prejudicam seu organismo. Você verá que ao trocar o tempero artificial pelo natural, o sabor dos alimentos e a sua saúde mudarão para melhor.

Beijos,

Diane Leal
Diane Leal

Nutricionista há 17 anos, apaixonada por alimentação saudável e funcional, foi quem conseguiu há dois anos, mudar a rotina alimentar (e a vida) da família. CRN/SP 12162

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *